O Google+ e a reviravolta do gigante das buscas

google  2

Em 28 de Junho de 2011, o Google tornou pública sua resposta ao grande crescimento do Facebook. Essa resposta já era esperada, mas não de forma tão agressiva quanto foi mostrada. Estava feito o Google+, uma nova rede social, que causou a remodelação de todos os serviços da empresa. (mensagem divulgada no site oficial do projeto na imagem ao lado)

Enquanto que antigamente o Google apostava em um visual predominamente branco, agora é possível observar uma barra superior preta nos produtos da companhia. Isso prova que a gigante das buscas tem consciência do seu declínio no mundo virtual. A empresa já sofre os males de seu crescimento.

O novo serviço foi concebido com base em círculos de informações, e em algumas funções-chave. O Hangouts permite chats de vídeo com até 10 pessoas por sessão (nada mais que uma pressão no Skype). O Sparks facilita a leitura diária de tópicos que possam interessar ao usuário, e o Streams é uma cópia do Feed de Notícias do Facebook.

Percebe-se então que o trabalho de Andy Hertzfield (chefe da equipe de desenvolvimento do Google+) praticamente se limitou a copiar boas ideias de outros sites. E a estratégia deu certo: Até o momento, cerca de 10 milhões de pessoas já aderiram à criação dele, e outras milhões esperam um convite para entrar.

Por sinal, o Google fez questão de restringir ao máximo o acesso à rede. Não se esperava o imediato sucesso da mesma, e a adesão de tantos usuários sobrecarregou os data-centers destinados ao projeto. Com isso, se torna ainda mais improvável o lançamento para todo o mundo antes do final do ano.

Ainda não pude entrar na rede social (apesar de querer bastante), porém o serviço parece ser bem feito. É muito bom saber que mesmo depois de ter feito um grande estrago no Orkut (que começou com a abolição do design roxo) o Google ainda tem forças para permanecer no topo da web. O que resta saber é se o domínio se limita ao serviço de buscas ou se estende para as inúmeras ferramentas que desenvolveu.

Atualização (11/08/2011): Consegui entrar no serviço, e compartilho com vocês o link para que possam acessar a rede também. Estão disponíveis 150 convites, portanto não duvidem em clicar no endereço.  Aí vai o link mágico:

https://plus.google.com/_/notifications/ngemlink?path=%2F%3Fgpinv%3DgAl_NTxl5T0%3AeDqSciIC9A0

Anúncios
Este post foi publicado em Temas em por .

Sobre Thiago Bittencourt

Estudante de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Amante das ciências humanas, adorador do jornalismo crítico, poliglota em eterno aprendizado e escritor por hobbie. Pesquisa entusiasticamente sobre o processo de globalização, com destaque no impacto dele para o desenvolvimento humano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s